A história de Bom Jardim

A história de Bom Jardim

O povoado cresceu ao lado de uma capela em homenagem a Nossa Senhora Sant'Ana, padroeira do município. Os primeiros habitantes eram mercadores de algodão do sertão da Paraíba, com grande movimento de tropeiros que seguiam para Campina Grande em busca de algodão bruto para beneficiá-los no Recife. A igreja matriz foi construída em 1876 por missionários capuchinhos, o nome de Bom Jardim foi dado por um capelão, contratado por um proprietário de terra para dar assistência religiosa no local, que ao ver a beleza do lugar rodeado de paus d'arcos amarelos e um riacho que cortava o município, ele exclamou: ''Este sim é um Bom Jardim'' foi então que a partir daí o lugar começou a ser chamado de curato do Bom Jardim.
Imagem aérea da Matriz de Sant'Ana
Na época da sua criação, Bom Jardim, ocupava toda Microrregião do Alto Capibaribe e mais da metade da Microrregião do Médio Capibaribe, ao passar dos anos o município perdeu seu enorme território para a criação de 15 cidades:

Surubim, João Alfredo, Macaparana, São Vicente Férrer, Machados, Taquaritinga do Norte, Orobó, Vertente do Lério, Salgadinho, Casinhas, Vertentes, Frei Miguelinho, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá e Toritama .
Bom Jardim é considerada a terra dos músicos, do abacaxi e do granito.