Acidente em Taguaí: Motorista disse à polícia que freio de ônibus falhou




O motorista do ônibus que se envolveu em um acidente na manhã de hoje, na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho (SP-249), descreveu à Polícia Civil o momento da colisão. Segundo ele, um outro ônibus freou bruscamente à sua frente, fazendo-o ter que desviar e invadir a pista de sentido contrário. De acordo com ele, o freio do veículo que dirigia falhou. Nessa manobra, teria batido em um caminhão.

O acidente ocorreu no km 172 da rodovia, entre as cidades de Taguaí e Taquarituba, no interior de São Paulo. O ônibus transportava os funcionários de Itaí e Taquarituba para uma empresa têxtil em Taguaí. Pelo menos 41 pessoas morreram.

O caso é investigado pela Polícia Civil de Taguaí, com o apoio de policiais da região. O investigador que ouviu o motorista, de 55 anos, ponderou que ele parecia estar confuso, nervoso e sem sinais de embriaguez. A suspeita é de que tenha sofrido traumatismo craniano.

Quando ele saiu [da pista], ele se deparou de frente com a carreta. Mas não se lembra de mais nada: como se deu o acidente, se ele tentou desviar da carreta. Ele só se lembra de ter acordado caído para fora do ônibus, no acostamento."
Investigador

O motorista foi socorrido com escoriações na cabeça e levado para o Pronto-Socorro da Santa Casa de Fartura. Mais tarde, reclamou que estava com tontura e náusea e foi transferido para Avaré. Ele deve passar por exames de tomografia e avaliação de um neurologista.

Uma jovem de 21 anos também foi atendida em Fartura com fratura em uma das pernas.

Fonte Uol

Nenhum comentário

Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do Portal Bom Jardim.
A responsabilidade é do autor da mensagem.