Proprietária de farmácia é presa por vender álcool gel de R$ 1,99 a R$ 11,99

A proprietária de uma farmácia foi presa nesta manhã (18) por vender álcool em gel  a um preço considerado impróprio e por não apresentar nota fiscal clientes. Segundo a secretaria de segurança, o preço de uma garrafa de álcool gel no varejo subiu de R $ 1,99 para R $ 11,99 após o aumento da demanda devido à pandemia de coronavírus. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, policiais civis foram às instalações no local após denúncias anônimas sobre o aumento de preços e descobriram que a prática foi classificada como abusiva na Lei de Proteção ao Consumidor.
 
 Segundo a secretaria, a dona admitiu que havia comprado garrafas menores e vazias para encher com álcool gel, que foram compradas sem origem comprovada. Depois, revendeu as garrafas a preços acima da média dos produtos, e sem motivo. Ela foi punida por um crime contra a economia pelo preço abusivo de seu trabalho - e pela regulamentação tributária - por não fornecer ao cliente uma nota fiscal da compra.
 A Polícia Civil do Ceará afirmou que o público pode fornecer informações sobre esse tipo de abuso por meio da linha direta 181 do Ministro de Segurança Pública e Defesa Social. As reclamações também podem ser enviadas às delegacias do estado. Confidencialidade e anonimato são garantidos.

Nenhum comentário

Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do Portal Bom Jardim.
A responsabilidade é do autor da mensagem.