Estudante diz à polícia que matou sua amiga com 35 facadas porque a vítima falou mal dela nas mídias sociais

Uma estudante de 15 anos foi presa por matar Emanuelle Souza Batista, de 14 anos, esfaqueada com 35 vezes e queimar seu corpo em um parque em Rio Verde, a sudoeste de Goiás.  "A principal motivação é que a vítima falou mal dela nas redes sociais. Ela atraiu a garota com a promessa de encontrar drogas escondidas na mata", diz o delegado. O delegado ainda disse que até a publicação deste relatório, a família não havia indicado um advogado e não havia divulgado o contato da mãe da estudante, que a acompanhou durante o depoimento.
 
 Segundo o Portal G1, a família de Emmanuel registrou seu desaparecimento em 14 de janeiro deste ano. O corpo foi encontrado cremado no bairro de Veneza dois dias depois. A vítima e a suspeita frequentavam a mesma escola. A adolescente foi presa na terça-feira (10) na residência onde mora com a mãe. Segundo o delegado, o judiciário teve uma internação provisória de 45 dias para o adolescente.
 O delegado explicou que identificou a suspeita com a ajuda de câmeras de segurança instaladas nas proximidades do parque. As imagens mostram as duas adolescentes indo para um matagal, onde o corpo foi encontrado. A adolescente disse à polícia que havia atraído sua colega para a emboscada com a promessa de compartilhar uma quantidade falsa de drogas enterradas. Segundo o delegado, as duas adolescentes faziam uso periódico de narcóticos.

Nenhum comentário

Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do Portal Bom Jardim.
A responsabilidade é do autor da mensagem.