Em São Paulo, o número de mortos após fortes chuvas sobe para 21

 2020-02-10t191427z_1967575227_rc2vxe9l4ikv_rtrmadp_3_brazil-weather_4239863B-EFFB-450C-808F-E7DB58A47C8F.jpg
Equipes de bombeiros e defesa civil estão agora (4) à procura de 28 pessoas desaparecidas na Baixada Santista O número de mortos pelas chuvas na Baixada Santista já atingiu 21, segundo boletim atualizado nesta manhã pela defesa civil do estado de São Paulo (4).
Ainda faltam 28. Há 15 mortes e 22 desaparecidas no Guarujá, três mortas e cinco desaparecidas em Santos e uma morte e duas desaparecidas em São Vicente. As equipes de buscas continuam trabalhando em locais onde é possível encontrar essas pessoas.
Dados do núcleo Gerenciamento de Emergência do estado para proteção civil mostram que o acúmulo nas últimas 12 horas de chuva no Guarujá até as 16h de terça-feira (3) foi de 282 mm (mm), em Santos 218 mm em Praia Grande 170 mm, São Vicente 169 mm Mongaguá 160 mm, Cubatão 132 mm e Itanhaém e Bertioga foram 110 mm.
Segundo autoridades da defesa civil, um sistema de baixa pressão no oceano liberará umidade para o continente ao longo do dia, mesmo que a frente fria esteja longe do estado de São Paulo, o que contribui para níveis de chuva leves e moderados na umidade da Amazônia. em pontos isolados da Baixada Santista. “Essa precipitação assumirá a forma de golpes com momentos mais longos, o que aumentará ainda mais a precipitação acumulada na região. Como o piso está completamente molhado, o risco de interferência permanece alto ”, alertou a defesa civil.

Nenhum comentário

Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do Portal Bom Jardim.
A responsabilidade é do autor da mensagem.