Bebê é encontrado morto embrulhado em lençóis sujos e com formigas

A Polícia Civil de Corumbá, a 419 quilômetros da capital, está investigando a morte de um bebê de três dias que estava na maternidade da comunidade desde 4 de março. A morte foi confirmada na madrugada de sábado (7) . corpo do recém-nascido encontrado por sua tia embrulhado em lençóis sujos e cheios de formigas. Segundo o boletim de ocorrência, a equipe médica responsável pelo parto afirmou que a criança nasceu com uma doença chamada icterícia, responsável por tornar o corpo amarelo e, em casos de complicações, poderia causar a morte.
 Bebê nasceu no dia 4 de março e morreu na madrugada deste sábado em maternidade do município de Corumbá (Foto: Divulgação/Diário Corumbaense)
 Ainda de acordo com o boletim, os pais da criança afirmaram que foi a tia do bebê que recebeu uma ligação no final da manhã, por volta das 5h50, solicitando a presença dos responsáveis ​​pela menina no hospital. O pai, identificado como Walson Diogo Lima, não conseguiu dizer quem seria o médico que diagnosticou a doença da sua filha. Após o nascimento, o bebê batizado como Killian Lima de Carvalho foi levado para uma das maternidades, quando os pais observaram que ele tinha um tom amarelado. Amostras de sangue foram coletadas para análise, no entanto, segundo a mãe, Stefani Valmaceda, o resultado do teste não foi relatado. Killian foi até encaminhado para pediatria, onde permaneceu tomando banho de luz e remédios. Segundo a enfermeira, a morte teria sido registrada às 2 horas da manhã.
 Segundo o site Diário Corumbaense, foi a tia que, na companhia de uma enfermeira, foi ao necrotério. Quando chegaram, encontraram a sala fechada. Por outra porta, eles tiveram acesso ao local, quando o parente da criança encontrou o corpo do bebê embrulhado em lençóis sujos e cheios de formigas. Os familiares foram informados de que Killian havia sofrido uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. Todos os procedimentos de reanimação do bebê foram realizados, segundo o hospital, mas sem sucesso. Ainda de acordo com o site, a direção da unidade de saúde ainda não comentou. A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nota informando que estava ciente do incidente e que está acompanhando o caso junto à administração do Hospital. "Enfatizamos que a administração municipal não é conivente com esse tipo de atitude e trabalha constantemente pela humanização e pelo bom atendimento prestado ao cidadão", cita a secretaria.

Nenhum comentário

Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do Portal Bom Jardim.
A responsabilidade é do autor da mensagem.