Empregada é esfaqueada até a morte pelo neto da patroa em Salvador

 Foto: Reprodução
A empregada doméstica de 29 anos, Jéssica Santiago dos Santos, foi esfaqueada até a morte no domingo de manhã na casa onde trabalhava em Vale do Canela. Ela estava grávida de seis meses e teria sido atacada quando segurava o outro filho. Eles também informaram que a vítima foi estuprada antes dos espancamentos. O neto do proprietário Denilson Israel dos Santos Santana (29), que foi referido pelos parentes como o autor do crime, foi agredido pela população após o crime e levado ao hospital geral do estado (HGE).
Acredita-se que outro homem que entrou na propriedade com Denilson esteja envolvido no crime. No entanto, não foi encontrado. Era cerca de uma da manhã deste domingo (16) quando Denilson e outro garoto pararam em frente à casa de sua avó. Segundo os moradores, os dois eram usuários de drogas e haviam deixado um centro de reabilitação para aproveitar o carnaval.
 Pouco depois das quatro da manhã, Jessica Denilson abriu a porta para o outro garoto, como o pai de Denilson já havia dito a ela para deixá-los entrar. Logo depois, ela foi atacada em circunstâncias que ainda não foram esclarecidas. "Ninguém sabe por que ele fez isso com ela. Estamos procurando o porquê ”, disse o vizinho. Segundo ele, Jessica deixou a casa ensanguentada com o filho no colo e até disse que tinha sido esfaqueada. "Ela tinha cortes no rosto, pescoço, peito e estômago. Certamente o bebê morreu porque ela tinha mais de uma perfuração no estômago", disse um vizinho. Segundo ela, a empregada teria sido estuprada. "Ela estava seminua e seus seios a mostra por causa das roupas rasgadas", disse ele. A fonte revelou que o criminoso já havia ameaçado o país. "Em dezembro do ano passado, ele disse que ia matá-la. Ele continuou dizendo que ia matá-la e com um garoto que trabalhava como motorista de sua avó", disse ela.
Denilson logo que deixou a propriedade foi atacado pelos moradores. Durante a confusão, um veículo da polícia militar passou pelo local e a polícia notou a turbulência e conseguiu impedir o linchamento. Denilson confessou o crime, policiais que participaram do incidente disseram que Jessica teria compartilhado informações sobre sua vida com um grupo rival de Gamboa. Jessica trabalhou na propriedade por vários anos e dormia no local. Segundo os vizinhos, ela gostava muito do avô de Denilson. "A mulher mais velha também teve um carinho especial porque estava grávida do segundo filho", disse uma vizinha.
 Em nota, a polícia civil informou que a 3ª Polícia de Homicídios (DH / BTS) denunciou o suspeito em flagrante delito pelo crime de feminicídio. "Os investigados presos pela polícia militar confessaram o crime depois de serem atacados pela população. A polícia investigou informações sobre o estupro da mulher como motivo do crime", dizia a nota. A polícia também disse que o homem tem passagem por assalto e compriu no Complexo Prisional da Mata Escura por um ano e dois meses.

Nenhum comentário

Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do Portal Bom Jardim.
A responsabilidade é do autor da mensagem.