Pai biológico estupra e mata bebê de 13 dias no Pará

Poucos dias após o bárbaro crime de violência sexual e tortura praticados contra uma bebê de um ano e oito meses, em Parauapebas, no sudeste paraense, outro crime muito similar chocou a população, desta vez em Santana do Araguaia, no sul do Pará.
Uma bebê de apenas 13 dias de vida morreu após dar entrada no hospital municipal de Santana do Araguaia (PA) com sinais de violência sexual. O comportamento do pai, principal suspeito de cometer o crime, levantou suspeita para as polícias Civil e Militar.
O caso foi registrado na Superintendência Regional do Araguaia, onde o Boletim de Ocorrência registra que a polícia tomou conhecimento da violência contra a recém-nascida, por volta das 22 horas do último sábado (11), quando Cleiton Ramos França deu entrada no hospital municipal com uma bebê com sinais de estupro e que faleceu logo em seguida.
O quadro clínico da vítima e a atitude suspeita do pai chamaram a atenção da equipe médica que relataram o caso à Polícia Militar. Cleiton foi levado à delegacia de Polícia Civil e, após averiguação, foi dada voz de prisão em flagrante delito ao suspeito.

Vítima de ritual satânico

Em Parauapebas, Deyvyd Brito, que se dizia pai-de-santo, está preso desde o dia 8 de janeiro sob acusação de torturar e violentar sexualmente sua enteada em rituais satânicos, uma bebê de um ano e oito meses de vida. O crime aconteceu com o consentimento da mãe biológica e possui indícios de ter sido um ritual satânico.
Após a prisão do suspeito, a mãe de uma adolescente de 15 anos de idade, Michele Santos, natural de Icoaraci, falou com a reportagem de O Liberal e denunciou Deyvyd Brito por abusar sexualmente de sua filha, quando contava 13 anos de idade e ambas moravam em Icoaraci.
À época, Deyvyd mantinha um terreiro na ilha de Outeiro e, segundo Michele, pelo menos outras 10 adolescentes e jovens foram abusadas. A Polícia Civil investiga a denúncia.
Fonte: O Liberal

19 comentários:

  1. Misericórdia usados pelo demônio os dois caso !!monstros sem caráter nem coração Deus vai pesar a mão viu pode ter certeza dessas dois anjinhos foram pro céu crianças inocentes!!nada melhor que a justiça divina de Deus..

    ResponderExcluir
  2. Esse Satanás tem que pagar por todos os crimes. Monstro que a justiça de Deus também caía sobre você.

    ResponderExcluir
  3. Prisão perpétua deveria ter pra um traste desse .... maldade... um bebezinho que nasceu só pra ser estuprada ,... na cadeia ele se entende por lá !!!!

    ResponderExcluir
  4. Demônios que usa. Pessoas assim credo tarado

    ResponderExcluir
  5. Tomara que os presos de um tratamento que esse lixo merece lá dentro.

    ResponderExcluir
  6. No Amazonas um vagabundo tipo esse foi esquartejado e queimado na frente da delegacia, esse monstro também merece ser esquartejado VIVO. Pois viram a mesmo é esse bebê.

    ResponderExcluir
  7. Se querem saber: não existe demônio... Os demônios são os próprios seres humanos, que matam, roubam e ferem os outros

    ResponderExcluir
  8. ESTES ENDEMONIADOS< MERECEM SER PICADOS VIVO E QUEIMADOS EM PRAÇA PÚBLICA PARA QUE TODOS VEJAM O SEM FIM!

    ResponderExcluir
  9. Deus receba esse anjinho que voltou pro seus braços 😓

    ResponderExcluir
  10. Esse vagabundo tem que ir cortando os pouco cada dia pra ele aprende não se covarde vagabunde

    ResponderExcluir
  11. Qué sabe eu ñ acredito uma criança d 13 dias a faça m o favor né

    ResponderExcluir
  12. não tem nada de demonio ,é o cara mesmo!
    Sem dó, tem que colocar ele no microndas.

    ResponderExcluir
  13. Nojento...que arda e queime no inferno! Discípulo do Diabo!

    ResponderExcluir
  14. Mn n tem papo de prisão matou inocente paga com a sua vida sem leme 😡😡

    ResponderExcluir
  15. Meu deus como pode ser tão filho da puta de fazer isso com um anjinho que mundo q nois estamos meu deus esse filho de uma puta tem que morrer na cadeia tomara q os presos viola ele é mata ele bem de vagar pedaço por pedaço

    ResponderExcluir

Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do Portal Bom Jardim.
A responsabilidade é do autor da mensagem.